Iniciativa
Coordenao Pedaggica
RELIGIO E RELIGIOSIDADE: CRENAS, OPINIES E PRTICAS DE ESTUDANTES DO ENSINO FUNDAMENTAL | voltar
  • Religio e religiosidade: crenas, opinies e prticas de estudantes do ensino fundamental
  • Religio e religiosidade: crenas, opinies e prticas de estudantes do ensino fundamental
  • Religio e religiosidade: crenas, opinies e prticas de estudantes do ensino fundamental
  • Religio e religiosidade: crenas, opinies e prticas de estudantes do ensino fundamental
  • Religio e religiosidade: crenas, opinies e prticas de estudantes do ensino fundamental
  • Religio e religiosidade: crenas, opinies e prticas de estudantes do ensino fundamental
projeto
Religio e religiosidade: crenas, opinies e prticas de estudantes do ensino fundamental
RESUMO

O objetivo da pesquisa de opinião foi investigar o que as pessoas pensam sobre religião e como expressam sua religiosidade na atualidade. Desenvolveu-se de março a dezembro de 2015, sendo protagonizada por quatro alunas do 7º ano do Centro Pedagógico (CP) da Escola de Educação Básica e Profissional da UFMG, duas delas bolsistas de Iniciação Científica Júnior do CNPq. Utilizou-se a metodologia NEPSO (Nossa Escola Pesquisa Sua Opinião), que promove o uso pedagógico da pesquisa de opinião, possibilitando a construção de habilidades de pesquisa e reflexão sobre temas da vida cotidiana e acadêmica.

 

Apesar de permear diversos posicionamentos e acontecimentos nas sociedades contemporâneas, a religião tem sido questionada e por vezes negligenciada em função da dessacralização das sociedades. Com a modernidade e consequente desejo dos homens de autonomia, independência e autoafirmação, a religião passou a ser identificada com o passado, o atraso e a ignorância de um período da história, a Idade das Trevas, e explicada como comportamento infantil, alienante, neurótico, o oposto do pensamento iluminado pelo uso da razão, do progresso, da maturidade adquirida com o conhecimento científico. Entretanto, na atualidade, observa-se o crescimento da fé religiosa concomitantemente à explosão de atitudes intolerantes e fundamentalistas, ainda que em sociedades alicerçadas em ideais democráticos. Essa aparente contradição motivou o desejo de investigar o que as pessoas pensam sobre a religião, suas funções e finalidades na contemporaneidade. Dedicamo-nos, assim, a estudar os significados e funções atribuídas à religião em algumas sociedades e em diversos momentos históricos, bem como os princípios das religiões mais populares do Brasil e do mundo.

 

Na 1ª fase da investigação, 10 entrevistas abertas com pessoas de diferentes idades foram feitas para que pudéssemos obter uma primeira impressão sobre o que diferentes pessoas pensam sobre o assunto pesquisado. Para a 2ª fase, elaboramos um questionário que mesclava perguntas abertas e fechadas. Foram entrevistados 75 alunos do 3º ciclo do CP. Agrupamos as questões em três grupos de dados, buscando atender aos objetivos específicos da pesquisa: Grupo 1: Perfil e práticas religiosas dos entrevistados; Grupo 2: Crenças e opiniões sobre temas religiosos; Grupo 3: Sincretismo religioso nas práticas e opiniões das pessoas.

 

Por meio das análises realizadas até o momento, podemos afirmar que a maioria dos estudantes do 3º ciclo entrevistados possui alguma experiência religiosa, acreditam em Deus e expressam a religiosidade de maneiras variadas em seu cotidiano. Suas crenças e opiniões sobre temas da vida revelam as influências que recebem de seus contextos familiares e culturais e, em sua maioria, eles demonstram respeito pelas diferentes opiniões dos outros.

 

Por ser um trabalho de iniciação científica júnior, buscamos desenvolver um método de análise mais aprofundado dos dados, por meio da categorização das respostas dadas às questões abertas. Assim, além dos gráficos, foram elaborados quadros de análise a partir das categorias criadas pelas pesquisadoras. Todo o trabalho se tornou viável devido ao uso da tecnologia (as alunas fizeram o diário de bordo, a tabulação, a construção de gráficos e produção de textos no UCA) e à dedicação de 90 minutos semanais exclusivamente destinados à realização da pesquisa durante todo o ano letivo (o horário integral da escola possibilita a dedicação a projetos de pesquisa). Acreditamos que esse trabalho de categorização também pode ser feito com grupos maiores de estudantes, no tempo regular das aulas de qualquer escola, com o devido cuidado de se fazer um questionário menor.

 

Destaca-se também neste trabalho que os resultados foram divulgados na III FEBRAT – Feira Brasileira dos Colégios de Aplicação e Escolas Técnicas, onde as estudantes fizeram uma apresentação interativa com o público da feira, verificando como as opiniões de diferentes públicos questionam ou corroboram os resultados de uma pesquisa, demonstrando o quanto a produção de conhecimento é dinâmica e socialmente construída. Dados coletados durante a FEBRAT foram utilizados na elaboração do vídeo da apresentação cultural do Seminário do NEPSO – Polo Minas Gerais.

 
COMENTAR | 
preciso estar logado para comentar
POLO Minas Gerais
ano
2015 (+)
tema
Religio (+)
escola
professor
autores
Ensino Fundamental: 7 (+)
disciplina
Histria (+), Matemtica (+)
ARQUIVOS
clique nos links abaixo para fazer o download
Apresentao / Folder
Apresentao dos resultados

 

mapa do site
contato